terça-feira, 9 de setembro de 2008

O MODELO NOVO É A WEB 2.0

Vivemos em um cenário sócio-cultural que afeta e modifica nossos hábitos, nossos modos de trabalhar e de aprender, além de introduzir novas necessidades e desafios relacionados à utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação – TICs. Os computadores começam a se fazer presente em todos os lugares e, junto às novas possibilidades de comunicação, interação e informação advindas com a internet, provocam transformações cada vez mais visíveis em nossas vidas.
A tecnologia na educação requer um olhar mais abrangente, envolvendo novas formas de ensinar, aprender e desenvolver o currículo condizente com a sociedade tecnológica, a qual se caracteriza pela integração, complexidade e convivência com a diversidade de linguagens e formas de representar o conhecimento.Há uma década, computador em escola brasileira era, quando muito, privilégio de elite. Seu uso praticamente se restringia a processar textos e a internet era novidade absoluta. Hoje esses recursos são os mais básicos de uma enorme gama de opções. Os usuários desenvolvem projetos interativos, trabalhando diretamente com publicação e edição de textos e imagens (fotos, desenhos e animações).

O termo Web 2.0 é utilizado para descrever a segunda geração da World Wide Web – tendência que reforça o conceito de troca de informações e colaboração dos internautas com sites e serviços virtuais. A web 2.0 não é uma tecnologia nova em si, é a possibilidade que temos de produzir e produzir juntos. A idéia é que o ambiente online se torne mais dinâmico e que os usuários colaborem para a organização de conteúdos. Há estímulo em pesquisar, ler e escrever melhor com o bate-papo e uma farta produção de textos publicados em Wikis.

Dentro deste contexto se encaixa a enciclopédia Wikipedia, cujas informações são disponibilizadas e editadas pelos próprios internautas. É uma enciclopédia escrita de modo colaborativo por muitos de seus leitores. Muitas pessoas estão, constantemente, melhorando a Wikipedia, fazendo milhares de mudanças por hora, e todas elas estão gravadas no histórico do artigo e mudanças recentes. Mudanças inapropriadas são geralmente removidas rapidamente. Na Wikipedia, pode-se editar artigos mesmo sem estar logado, com exceção das páginas protegidas, em que apenas os usuários cadastrados têm a permissão para editar o conteúdo. Usadas em empresas, as wikis estão se tornando uma maneira fácil de trocar idéias para um grupo de trabalhadores envolvido em um projeto.

As possibilidades do uso das wikis são gigantescas e permitem reafirmar, trocar e ampliar nossas idéias na rede. Nossa cultura e a produção de conteúdo em língua portuguesa podem ser ampliados se os programas educativos nos telecentros e escolas passarem a usar essas ferramentas de compartilhamento do mundo virtual que permite aos usuários colocar conteúdo na rede e interagir com outros internautas, enriquecendo os relatos com links, fotos, ilustrações e sons.

Outra ferramenta que enriquece as apresentações de slides é o YouTube (www.youtube.com.br), mais um serviço do Google, é um site na Internet que permite que seus usuários carreguem, assistam e compartilhem vídeos em formato digital. É o mais popular site do gênero, com mais de 50% do mercado em 2006. Este fato é creditado à possibilidade de hospedar quaisquer vídeos, exceto materiais protegidos por copyright (direitos autorais).

O Youtube hospeda uma grande variedade de filmes, videoclipes e materiais caseiros. O material encontrado pode ser disponibilizado em blogs e sites pessoais através de mecanismos desenvolvidos pelo próprio site. Essa tecnologia, que permite o envio de informação multimídia, é chamada de streaming. Quando a ligação de rede é banda larga, a velocidade de transmissão da informação é elevada, dando a sensação de que o áudio e o vídeo são transmitidos em tempo real.

Tanto a Wikipedia, a enciclopédia livre, como o Youtube são fáceis de usar e os conhecimentos destas ferramentas são muito importantes para o trabalho de educadores na elaboração de projetos educacionais colaborativos. Professores e alunos podem usar a Wikipédia para produzir coisas novas em colaboração, no final não é o texto do 1º aluno, nem do 2º é dos dois ou mais. No Youtube eles podem encontrar vídeos apropriado para inserir em suas apresentações e transformá-las numa página web com a produção do grupo. Os professores desempenhando seu papel de mediadores, acompanhando e sugerindo atividades, ajudando a solucionar dúvidas e estimulando a busca de novos conhecimentos, só haverá ganho em aprendizado. Colaborar é o que importa.



Referências Bibliográficas:

Introdução à educação digital: caderno de estudo e prática / Beth Bastos ...[et al.] - Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação à Distância; 2008

http://www.arede.inf.br/index.php?option=com_content&task=view&id=459&Itemid=99

http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u20173.shtml

http://www.nic.br/imprensa/clipping/2007/midia191.htm

http://revistaescola.abril.com.br/edicoes/0195/aberto/mt_161219.shtml

http://revistaescola.abril.com.br/edicoes/0195/aberto/mt_161419.shtml

http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikipedia:Introdu%C3%A7%C3%A3o

http://www.ejcm.com.br/visualizarArtigoSite.asp?idArtigo=2




2 comentários:

gladislsantosbr disse...

Olá, Aparecida

Agora que seu blog já está na rede, você já pode publicar seu texto referente ao módulo 1 - Web 2.0 e seu planejamento aprofundado para o uso do blog como recurso didático. Voltarei em breve para acompanhar as atividades propostas e a participação dos alunos.

Sucesso
Gládis

Aparecida Cunha disse...

Obrigada Gládis pelo incentivo, vou tentar organizá-lo.